Empresária de franquia faturou mais de R$17 milhões em 18 meses

Mesmo com a pandemia Marina Groke, diretora da Unhas Cariocas, junto com o seu marido Maurício César, conquistou alto faturamento em um ano e meio

 

A paulistana Marina Groke, diretora operacional da Unhas Cariocas, hoje a maior e principal rede de franquia de esmalteria do Brasil e do mundo, iniciou no ramo de esmalteria e bem estae tempos antes da inauguração da primeira unidade da marca, em Taubaté/SP, afinal, o sonho em ter um local para o cuidado das unhas veio com muito estudo de mercado e a busca por um grande diferencial.

 

Mas o princípio de tudo foi quando Marina começou a trabalhar sobre a supervisão do então diretor-executivo de São Paulo, e carioca, Maurício Cesar, atualmente seu marido e CEO da Unhas Cariocas. Meses após eles começaram a namorar e, pouco tempo de pois, tiveram a primeira filha.

 

Como Maurício investiu em uma franquia da empresa para qual trabalhava, optaram por procurar um local para a unidade entre as cidades de São Paulo/SP e Rio de Janeiro/RJ, visando facilitar as visitas familiares de ambos. Foi então que decidiram por abrir a empresa em Taubaté/SP.

 

"Eu ainda trabalhava na empresa. Mas, depois, fui trabalhar com o Maurício. Inicialmente eu era atendente, mas consegui meu espaço e me tornei gerente", conta Marina Groke.

 

Após dois anos trabalhando juntos nesta nova empresa, Marina e Maurício se casaram e ela engravidou da segunda filha. "Nesta hora decidi por me dedicar integralmente às minhas filhas", relembrou a executiva.

 

Início da Unhas Cariocas

Marina resolveu voltar para o mercado de trabalho reativando um antigo sonho de abri uma esmalteria. "Conversei com o Maurício sobre isso e ele me disse para encontrar algo único no mercado", afirmou.

 

E foi isso o que ela fez. Após pesquisas e estudos de mercado, Marina Groke chegou a algo exclusivo no mercado: cuticulagem sem o uso do alicate, tendo como base apenas uma cureta.

 

"Além disso, eu queria poder levar às pessoas algo novo, diferenciado, pois como cliente de unhas eu via muitas coisas a serem melhoradas e aproveitadas, como exemplo, marcar horário, que era uma das coisas que mais me atrapalhava, porque eu marcava e de última hora aparecia um compromisso, desmarcava no salão e depois não tinha como fazer mais. Observei outras mulheres fazendo isso e a maioria nem chegava a desmarcar, assim o local ou a manicure, perdiam o horário e, consequentemente, dinheiro", confessa Marina.

 

Cinco anos depois

Após cinco anos da inauguração da primeira unidade da Unhas Cariocas em Taubaté/SP, Marina Groke conseguiu muito mais do que realizar um sonho. Ela atingiu o máximo limite de um negócio com um serviço exclusivo, com alto faturamento e o único do segmento a possuir uma fábrica própria.

 

"O sonho já é uma realidade. Nos dedicamos e sempre buscamos o melhor para nossos franqueados e clientes. O resultado não poderia ser outro", disse Marina.

 

Franquias do segmento de saúde, beleza e bem-estar

 

Tanto esforço foi reconhecido com a chancela da Associação Brasileira de Franchising (ABF) com o Sele de Excelência em Franchising (SEF), concedido pela instituição para as marcas de franquias que atendem alguns quesitos de qualidade quando falamos em franqueados e clientes.

 

Vale ressaltar que a ABF conta com 1409 marcas associadas em todas as categorias e o SEF 2022 chancelou 256 marcas. A Unhas Cariocas é a única rede de esmalteria que recebeu o reconhecimento.

 

"Somos uma das poucas marcas mais jovens a receber este prêmio e isso é o reflexo de todo este trabalho sério de todo nosso time, staff e de nossos parceiros franqueados que conseguiram entender e colocar em prática a qualidade da nossa técnica única no mercado. Esta é uma exclusividade nossa", complementa Maurício.

 

Faturamento em plena pandemia

Segundo a ABF o segmento de saúde, beleza e bem-estar teve aumento de 11,2% no faturamento, se comparado a 2020, chegando a R$39 bilhões. Além disso, o nicho chegou a cerca de 30 mil unidades no Brasil, um incremento de 10,5%.

 

E a Unhas Cariocas vai na mesma toada. Em apenas um ano e meio, considerando o período pandêmico, a rede faturou mais de R$ 17 milhões e chegou a 64 unidades, em 10 estados brasileiros, sendo 33 delas abertas neste período.

 

"Criamos um negócio muito sólido e os principais elementos são a estrutura que oferecemos do próprio negócio e a nossa técnica exclusiva de cuticulagem, que faz com que muitos clientes voltem já que não machuca", afirma Marina.

 

Crescimento exponencial

Com muito estudo e planejamento, o projeto da Unhas Cariocas foi iniciado com as lojas próprias, que atualmente são cinco em operação. E o sucesso foi tão grande que, cinco anos de entrada para o franchising a marca associada ampliou seu negócio de forma significativa.

 

"Nunca quisemos ser apenas mais uma rede de franquias. Nosso objetivo sempre foi ser a principal rede de esmalteria, e conseguimos isso. E para chegarmos aqui precisamos cuidar bem de todos nossos processos, inclusive, o atendimento ao cliente. O uso do nosso emoliente próprio e a cureta, dispensando o alicate, para não ferir a pele das pessoas é um destes processo.", afirma Groke.

 

A necessidade das clientes também deu vida ao negócio

Marina conta que a necessidade das consumidoras quando o assunto era fazer a unha foi o que motivou a criação da marca.

"Víamos muitas mulheres com problemas e dores sem solução no mercado, por isso decidimos investir em pesquisa e desenvolvimento para levar essas soluções a elas. Nossa maior satisfação é ver que um produto nosso resolveu um problema carregado há muito tempo por uma pessoa. Não há dinheiro no mundo que pague isso", finaliza Marina Groke.

 


CONHEÇA A FRANQUIA IDEAL PARA VOCÊ

 

 

Encontre a melhor franquia para você