Mercado de franquias cresce em Minas Gerais e atrai redes que desejam aumentar a capilaridade no estado

Marcas tiveram incremento de 10,8% no faturamento e expandiram 15,3% em número de unidades

 

Crescimento e expansão são aspectos inerentes às empresas que atuam no setor de franquias. E quando o assunto é Minas Gerais, muitas marcas apontam que o estado está no radar. Isto porque não apenas o estado ocupa a liderança em número de municípios no País, com 853 no total, como também é o vice-líder na listagem daqueles com mais de 100 mil habitantes.

 

Além destes fatores, alguns números apontam a recuperação do setor no mercado mineiro. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o faturamento das redes no estado, em 2021, teve um incremento de 10,8%, ficando acima da média nacional, passando de R$ 13,1 bilhões para R$ 14,5 bilhões. Entre os segmentos que se destacaram estão o de casa e construção (26,4%); limpeza e conservação (15,8%), e saúde, beleza e bem-estar (13%). E com relação ao número de unidades, Moda teve uma das maiores variações, chegando a 42,4%, seguido por casa e construção, com 41,1%.

 

Para Danyelle Van Straten, diretora regional da ABF em Minas, "o movimento de recuperação das atividades econômicas felizmente dá boas perspectivas aos negócios. O mercado mineiro de franquias é forte e resiliente, e refletiu a reação do setor no Brasil. Nosso estado é um campo muito vasto, com diversas oportunidades a serem exploradas. Somos 853 municípios ávidos por negócios bem estruturados. O franchising em Minas ainda tem muito para crescer", avalia a executiva.

 

Além disso, dados da Fundação João Pinheiro - instituição responsável pelo cálculo oficial do Produto Interno Bruto (PIB) do estado - mostram que o indicador mineiro ficou acima da média nacional, que é de 4,6%, chegando a 5,1%. Entre os desempenhos mais evidentes estão serviços (61,6%); indústria (30,1%) e agropecuária (8,3%). Com base nestes números, selecionamos algumas redes de franquias que pretendem aumentar sua presença e capilaridade em diferentes segmentos, com a abertura de unidades tanto na capital e nos grandes centros, como em cidades do interior dos mais variados portes.

 

5àsec

Com mais de 500 pontos de venda no Brasil, a 5àsec é a maior rede de lavanderias em território nacional. Com objetivo de aumentar a presença, principalmente, em cidades do interior, a marca pretende implantar em Minas Gerais 30 unidades, incluindo a capital e em mais 27 municípios até o fim de 2022. A franquia prevê um investimento de R$ 7 milhões e geração de 100 empregos em diferentes áreas. Desde 1994 no Brasil, a 5àsec chegou com a proposta de lavanderia inteligente, com serviços e produtos inovadores para aquele ano. Ainda como precursora no País, a rede buscou nas transformações digitais e nos novos serviços com foco na mudança de hábito do consumidor, uma nova estratégia para ampliar sua atuação. O investimento inicial para abrir uma franquia parte de R$ 100 mil, exceto para o modelo de virada de bandeira, que também é uma das estratégias da rede francesa em 2022.

 

Água Doce

Um dos pontos fortes que tornam Minas Gerais famoso é sua culinária. E nada melhor que uma rede, como a Água Doce, conhecida por ser referência na gastronomia típica brasileira, buscar expandir sua atuação no estado. Especialmente para o mercado mineiro, a marca pretende expandir com seu modelo de negócio "Máster", que tem a operação focada em oferecer jantar e happy hour, em cidades com população a partir de 200 mil habitantes. Entre os alvos estão Sete Lagoas, Divinópolis, Uberaba, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Contagem, Betim e Montes Claros. Além disso, a rede conta com os modelos Express e Delivery, que possuem formatos mais enxutos e não precisam de um amplo espaço para implantação, sendo destinados às cidades de menor porte. O investimento para abrir uma Água Doce é a partir de R$ 305 mil.

 

Casa do Construtor

O mercado da construção civil se mostra perene e resiliente. Com base nestes dois fatores, a Casa do Construtor - maior rede franqueadora de locação de equipamentos para construção civil e soluções para o dia a dia da América Latina - está com planos de expansão bem desenhados para Minas Gerais. Além dos modelos de negócio tradicionais localizados em cidades de grande e médio porte, a marca conta com um desenhado especialmente para atender municípios de até 20 mil habitantes. Trata-se do + Rental, uma unidade localizada em depósitos e lojas de materiais de construção, que funciona na modalidade store in store. No modelo convencional, há cerca de 25 unidades no estado e planos de abertura de mais 122. Contudo, de acordo com estimativas da empresa, há espaço ainda para 668 unidades do + Rental; e as cidades-alvo, para a implantação, em um primeiro momento são Turmalina, Ipanema e Divino. O modelo convencional demanda um investimento a partir de R$ 455 mil, enquanto que o do + Rental é de R$ 290 mil.

 

Divino Fogão

Uma das primeiras marcas no Brasil a adotar o sistema de self-service, o Divino Fogão pretende ampliar sua atuação em território mineiro já que, atualmente, a rede atua apenas em praças de alimentação, operando em sete shopping centers no estado e somando 197 restaurantes em todo o Brasil. Até o fim de 2022, os planos são abrir cinco restaurantes nos principais centros comerciais de médias e grandes cidades de Minas Gerais, além de 10 operações de dark kitchens, mais conhecidas como cozinhas invisíveis, que atuam via delivery. Entre as principais cidades-alvo para abrir a primeira unidade ou ampliar a presença nas praças de alimentação estão Uberaba, Contagem, Juiz de Fora, Governador Valadares e Ipatinga. Com investimento a partir de R$ 800 mil, o novo franqueado conta com um sistema de gestão, projeto arquitetônico e auxílio de uma equipe especializada para ajudar com a implantação da operação. Já para abrir uma dark kitchen, o investimento necessário gira em torno de R$ 17,5 mil, destinado à compra de insumos, uso de marca, embalagem, marketing e treinamento. A cozinha invisível é indicada para restaurantes, lanchonetes, pizzarias, padarias e bares aproveitarem o tempo ocioso. Especialmente este modelo de negócio visa atingir bairros e cidades que não contam com um restaurante da rede.

 

Maple Bear

Maior rede de escolas bilíngues do mundo, a Maple Bear conta com 171 escolas no Brasil. Para ampliar o acesso à metodologia canadense, considerada uma das melhores do mundo, a rede busca a expansão em todo o País. Em Minas Gerais, a marca planeja implantar operações nas cidades de Varginha, Passos, Barbacena, Itajubá, Viçosa, Timóteo, Coronel Fabriciano, Teófilo Otoni, Três Corações, Paracatu, Alfenas e Patrocínio. O investimento para abrir uma Maple Bear é de, em média, R$ 2 milhões, permitindo o aquecimento da economia local. No estado, a rede possui 14 escolas em funcionamento, a mais recente inaugurada em fevereiro no bairro Sagrada Família, na capital mineira. Com origem em North Vancouver, British Columbia, Canadá, e com mais de 550 escolas em mais de 30 países, a Maple Bear atende a 42 mil alunos e pertence ao Grupo SEB - um dos maiores grupos educacionais do Brasil e do mundo.

 

Milon

No mercado desde 2006, a Milon é conhecida pela comercialização de roupas com inspiração francesa e estilo clássico, e veste desde bebês até o tamanho 14. A marca abriu a primeira loja da rede em 2010, em Joinville/SC e, em 2017, ingressou no mercado de franchising. Atualmente, são 80 lojas físicas em operação, sendo 45 franquias e 35 lojas próprias. Com objetivo de abrir 10 novas operações em 2022, a marca planeja seu crescimento em todo o Brasil, inclusive Minas Gerais. O investimento inicial para se tornar um franqueado é de R$ 350 mil, com prazo de retorno a partir de 24 meses.

 

Oral Sin

Fundada em 2004, no Paraná, a Oral Sin é a maior rede de franquias de implantes dentários do País e desde 2009 atua no segmento de franquias. A rede apresentou, em 2021, crescimento acima da média, com aumento de 52% de faturamento, alcançando a cifra de R$ 733 milhões. Com mais demanda, a rede chegou a 452 unidades, sendo 43 destas localizadas em Minas Gerais. Até o fim de 2022, há planos de abertura para outras 4 operações no Estado e, com isso, alcançar a marca de 730 unidades em todo o Brasil, com um crescimento orgânico em torno de 50% do faturamento, superando pela primeira vez a marca de R$ 1 bilhão. Para isso, a rede Oral Sin planeja investir mais de R$ 150 milhões.

 

Royal Face

Rede de franquias especializada em harmonização facial, a Royal Face encerrou 2021 com 160 unidades inauguradas, num total de mais de 253 comercializadas. A meta do faturamento anual foi superada, fechando em R$ 150 milhões, com geração de 800 empregos diretos e 4 mil indiretos. Esses números positivos representam um aumento de 270% na receita frente a 2020. Para 2022, a marca pretende chegar a 350 unidades comercializadas, sendo destas 300 inauguradas, com um crescimento orgânico em torno de 211% em faturamento, chegando a mais de R$ 300 milhões. Para isso, a Royal Face planeja investir mais de R$ 35 milhões, gerando mais de 1,5 mil empregos diretos e cerca de 5 mil indiretos em todo o País. Em Minas, a rede possui, atualmente, 17 unidades. Até o final do ano, a Royal Face pretende investir aproximadamente R$ 2 milhões no Estado com 6 unidades.

 

Visite a página exclusiva da rede de franquia

 

TRATABEM

Marca da Rede iGUi especializada no tratamento, manutenção e venda de produtos para todos os tipos de piscinas, a TRATABEM conta, atualmente, com 10 unidades em Minas Gerais, além de outras três em processo de implantação. O projeto é abrir outras 10 operações até o fim do ano e as principais cidades-alvo são Uberaba, Divinópolis, Ipatinga, Patos de Minas, Conselheiro Lafaiete, Viçosa, Governador Valadares e Varginha.

 

CONHEÇA A FRANQUIA IDEAL PARA VOCÊ

 

 

Encontre a melhor franquia para você