Pesquisa revela quem são as mulheres que estão despertando mais interesse pelo universo dos investimentos

Estudo realizado pela Me Poupe!, em parceria com a Toluna, descreve o perfil de mulheres investidoras no Brasil

São Paulo, 7 de abril de 2021 - A plataforma de educação financeira Me Poupe! realizou uma pesquisa para identificar o perfil da mulher investidora no Brasil. Elas são, em sua maioria, casadas (57%), com filhos (70%) e trabalhando em empresas privadas (53%). O estudo aponta, ainda, que mulheres estão cada vez mais independentes e interessadas em diferentes modalidades de investimento. Para Nathalia, CEO e fundadora da empresa, ter figuras femininas à frente de conteúdos e canais de comunicação têm sido ponto fundamental para essa democratização.

 

Veja os dados completos coletados em parceria com a Toluna, fornecedora líder de insights do consumidor sob demanda, com elaboração da consultoria de insights aplicados IMO Insights, que ouviu 866 pessoas, entre 1 e 3 de março de 2021, em todo o território nacional.

 

  • ELAS SÃO JOVENS: Entre as entrevistadas, 21% disseram ter iniciado com os investimentos entre 19 e 24 anos. O número se torna ainda mais interessante quando comparado ao universo masculino, onde os que começaram com a mesma faixa etária representam apenas 11%. 33% delas possuem entre 25 e 34.

 

  • ELAS COMEÇAM COM MENOS DINHEIRO: A maior parcela das mulheres (25%) começa a investir a partir de um salário a partir de R$3.000. Ainda em comprovação ao dado, a pesquisa aponta que, quando comparado aos homens, entre os investidores que ganham menos de R$1.045,00, 58% são mulheres.

 

  • ELAS SÃO MAIS INDEPENDENTES: A porcentagem de mulheres que decide sozinha onde investir é de 38% contra 35% de homens que tomam a mesma decisão sem consultar ninguém.

 

  • ELAS SÃO MAIS POUPADORAS: A modalidade preferida de investimento do brasileiro continua sendo a poupança, cerca de 53% dizem guardar dinheiro dessa forma. Quando olhamos o recorte homens vs mulheres, vemos que elas são ainda mais poupadoras: 57% dizem apostar na modalidade, contra 49% dos homens.

 

  • MAS JÁ ESTÃO ATENTAS A NOVAS MODALIDADES: Outro dado relevante, se diz ao interesse das mulheres que já investem por novas modalidades: apenas 9% disseram apostar no mercado de ações há mais de um ano. Quando falamos do período de 6 meses a 1 ano, este número sobe para 20% de mulheres investindo na modalidade. Ainda sobre o tema, somente 6% delas apontaram investir no Tesouro Direto há mais de um ano. Já no grupo que disse investir entre 6 meses a 1 ano, temos 19% da amostra optando por esta modalidade.

 

  • ELAS INVESTEM PENSANDO EM UM FUTURO MELHOR: Quando perguntadas sobre quais motivos as levam a investir, a maior parte delas - cerca de 58% - dizem que querem realizar planos para o futuro. Em segundo lugar, 38% dessas mulheres se preocupam em melhorar a renda da família hoje.

 

  • COMPRAR UMA CASA É O DESEJO DAS INVESTIDORAS: Para essas mulheres, planos para o futuro significam, principalmente, comprar uma casa própria (28%). Na sequência, vemos os seguintes objetivos: ter estabilidade financeira (21%), uma aposentadoria tranquila (17%), fazer a viagem dos sonhos (17%) e abrir o próprio negócio (10%).

 

 “Segundo outra pesquisa, divulgada pela B3, 73% dos brasileiros buscam informação sobre finanças via influenciadores digitais. O impacto e a responsabilidade do Me Poupe!, que é o maior canal de finanças do mundo, se mostra em números: em 2015, com apenas 6 inscritos, havia 139.856 mulheres investindo no Tesouro Direto e 132.427 na Bolsa de Valores. Dois anos depois, já com 1.100.000 no canal, éramos 141.738 mulheres na Bolsa de Valores e 504.000 no Tesouro Direto. Quando em 2020, começamos a falar com mais frequência sobre renda variável, chegamos a 5.600.000 de inscritos, 2.999.000 mulheres no Tesouro Direto e 810.000 investindo na Bolsa de Valores”, diz Nathalia.

 

O comparativo 2018 x 2020, significa um aumento de 400% no número de mulheres presentes na Bolsa. Quando falamos do número de homens que, no mesmo período, foi de 643.000 para 2.200.000, vemos um crescimento de 342%. Essa diferença, mesmo que ainda pareça pequena, demonstra que o crescimento do público feminino está mais acelerado que do masculino. “Estamos 23% acima do crescimento dos homens e para seguir fazendo história definimos, na Me Poupe!, uma nova meta para 2021: elevar o percentual de mulheres investindo na Bolsa para 30% até o fim do ano”, finaliza a especialista.

 

Sobre a Me Poupe!

Me Poupe! é a primeira plataforma de entretenimento financeiro do mundo, fundada pela especialista em planejamento financeiro pelo Insper Nathalia Arcuri, CEO e diretora de conteúdo da startup. A empresa abrange o canal Me Poupe! no YouTube, cursos de finanças, o livro “Me Poupe! 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso", o podcast Poupecast, o programa Me Poupe 89!, na Rádio Rock, conteúdos gratuitos sobre educação financeira no blog e redes sociais, além de um novo programa, o Me Poupe! Show, na rede TV. A Me Poupe!, que impacta diretamente mais de 21 milhões de pessoas por mês foi considerada uma das 100 marcas mais lembradas durante a pandemia.

 

Encontre a melhor franquia para você: Franquias por segmentos e ramos
Confira mais artigos em: Gurus do Franchising

Encontre a melhor franquia para você